RUMO AO HEXA

Acho que minha ficha só veio cair esses dias: VAI TER COPA NO BRASIL! Essa semana o nosso querido Felipão, o técnico do PENTA fez a convocação dos jovens brasileiros que com certeza vão com muita garra disputar o HEXA. Não queria nem tá na pele deles, imagina, a responsabilidade de conquistar o nosso sexto título na Copa do Mundo em casa sob a pressão de milhões de brasileiros loucos por futebol? Pressão e muita energia positiva, muita efervescência e euforia. 

Existem grupos políticos e pessoas que fazem uma leitura desconecta da realidade e torcem para que a Copa seja um fracasso. Não adianta tentar torcer contra, futebol é o esporte do povo brasileiro, a gente só precisa de uma bola e um tempinho livre pra se divertir, a gente gosta de jogar e ama torcer pelo time querido. Brasileiro é assim, sofre muito mesmo, trabalha pra caramba, passa por um monte de dificuldades, mas quando chega carnaval, a gente não quer nem saber, todo mundo quer enfiar o pé na jaca mesmo e ser feliz. Sim, carnaval é a festa do povo.

Com o futebol é a mesma coisa. Recentemente, eu queria discutir e brigar com um paquera, mas encontrei com ele na hora da final da Copa do Nordeste, o que aconteceu? Assistimos juntos e felizes, comemoramos a vitória, depois cada um ficou no seu celular comemorando pelas redes sociais e só depois que a euforia passou fomos brigar. Na hora do futebol a gente quer saber de bola na rede, da arte que nossos jogadores pintam em campo, a gente esquece de todos os problemas e por alguns momentos somos muito felizes. 

E assim que vai ser, show de bola e HEXA. Agora, fora da telinha e dos estádios é que está a questão. É que encontram-se as contradições. Verdadeiras e legítimas contradições, é fato que nosso país não está totalmente preparado estruturalmente e socialmente (VIOLÊNCIA) para receber um megaevento desse porte. Eu não sou dessas que acha que tudo tá lindo e só defende o mesmo blá, blá, blá. Mas acredito que a Copa em si não trouxe as contradições que a mídia e os alienados tentam mostrar. Contradição são remoções arbitrárias de famílias por causa das obras, contradição é o povo brasileiro não ter incentivos de acesso aos estádios para assistir sua seleção jogando (e se eu não me engano, vai rolar). 

Mas falar de saúde e educação em contradição com a Copa? Não. Não mesmo. Cada vez mais o Governo Federal investe nesses dois setores. É insuficiente? É sim, mas o problema não é só o de financiamento, enfim. O que quero dizer é que precisamos valorizar os legados, o que vai ficar depois da Copa, porque ela está sendo uma grande oportunidade de atrair investimentos, de movimentar a economia com comércio, turismo. Vai, Brasil, RUMO AO HEXA!

Leia aqui: O QUE O BRASIL JÁ GANHOU COM A COPA 






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

por menos romantização nos sintomas da gravidez

a hora da virada

educação, enganação, conformação