ataques de felicidade

Felicidade é um estado. Às vezes estamos, às vezes não estamos. Às vezes somos, às vezes não somos. Felicidade é quase um verbo. Felicidade é uma busca constante e permanente. Felicidade é o barulho do mar que a gente tenta escutar na concha da praia, a gente procura, espera, pensa que ouve, fica na dúvida, sorri. 

É certo, moças e rapazes que me acompanham nesse blog, que a felicidade é um negócio bom que a gente sente por dentro e que ela de fato não é plena, mas é certo também, que existem pessoas com predisposição para serem mais felizes que outras, predisposição e disposição eu diria, e pra mim o mundo inteiro se divide em pessoas dispostas a serem felizes e pessoas indispostas, pessoas sérias, chatas, que não brincam, que são tristes. 

E os dias muitas vezes me proporciona momentos que tudo devia ficar cinza, mas a energia das pessoas que me cercam transforma tudo em cores vivas, felicidade contagia! Felicidade não é aquela visita chata que chega e parece não querer ir embora, felicidade é uma visita rápida de pessoas queridas. Eu não sou uma pessoa plenamente feliz, mas vivo tendo ataques de felicidade

Cada um tem seu jeito de ser feliz. Sou feliz quando vejo os brilhos dos meus olhos refletidos nos olhos de quem tá do meu lado nessa bonita caminhada chamada "vida". Viva aos olhos que brilham!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

por menos romantização nos sintomas da gravidez

a hora da virada

educação, enganação, conformação