Postagens

Mostrando postagens de 2018

a hora da virada

Imagem
Amigas e amigos, queridos e queridas conhecidas, de longe, de perto, de ontem e de hoje, faz um tempo que não paro alguns instantes pra escrever sobre o que penso dos acontecimentos políticos, me acovardei diante das atrocidades e confesso que a desesperança tomou conta de mim, acontece que estamos às vésperas de um processo eleitoral histórico e eu fui tomada por um sentimento de renovação e de esperança que precisa ser compartilhado a todos e todas que eu possa endereçar. Depois do impeachmeant de Dilma, da agenda de retrocessos do desgoverno Fora Temer, da prisão de Lula, dessa crise que a gente atravessa, eu voltei a acreditar que a gente pode virar o jogo, que a gente pode garantir a quinta vitória ao povo brasileiro nas urnas. Quero falar um pouco disso aqui e fazer um chamamento aqueles que querem um Brasil feliz de novo.
Eu gosto de falar a verdade, falar o que eu vejo, defendo o que acredito e tenho lado. Ontem foi realizada a convenção da Frente Popular de Pernambuco, bateu o…

na sala de espera

Na sala de espera da prova prática do DETRAN vejo apenas duas placas: "proibido uso do celular", "estamos monitorando com câmeras", procurei alguma que falasse da obrigatoriedade de manutenção de um ambiente tenso, ansioso e acima de tudo sem interação. Eu sempre fui assim, pode ser meio que loucura minha, mas não consigo permanecer em nenhum ambiente que não possa interagir com as pessoas próximas, parada de ônibus, fila de banco, jogo de futebol, bar, naturalmente todos nós deveríamos nos falar, não? Pela reação de algumas pessoas ao meus estímulos, acredito que não. Já levei cada toco, mas não desisto, não deixo de falar, prefiro ser louca, ainda mais em uma sala de espera que o nervosismo tomava conta do ambiente, precisava de descontração, não seria possível que ninguém ali fosse como eu. 
Fui lá, sua primeira prova? é. mas é tranquilo, lembrar de ligar a seta, não colocar em segunda marcha pra não ultrapassar a velocidade e ficar calmo. Pensei, poxa, seguro …

educação, enganação, conformação

Imagem
Tava numa lojinha e reparei num compasso e numa régua redonda meia lua que estavam pendurados, materiais da escola em algum momento da minha vida, me esforcei pra lembrar pra que serviam, como usava e não consegui recordar, acho que não aprendi nada porque tem muitas coisas da escola que eu lembro muito ou posso ter aprendido momentaneamente, mas se perdeu na minha memória as suas respectivas utilidades. Além da geometria, várias outras coisas ficaram no esquecimento das diversas matérias escolares, assim como da própria graduação. 
Fiz a reflexão que mais da metade de tudo que já aprendi até hoje, não foi na sala de aula, aprendi sobre como se sobrevive na rua com gente que nunca foi de frequentar escola ou pretensão de entrar na faculdade e aprendi sobre o que era ter consciência de ser cidadã na militância da luta política. Pois bem, nunca estudei em uma escola pública, mas já tive a oportunidade de entender como elas funcionam através do movimento estudantil e sempre me questiono q…